Em Assis/Itália é realizado o VIII Encontro Internacional da Juventude

Participam milhares de jovens de todo o mundo. Tema desta oitava edição: A beleza da santidade. Na conclusão, a chegada dos jovens a Roma e o encontro com o Papa Francisco na Praça de São Pedro


Cidade do Vaticano – Reunidos em Assis desde segunda-feira (13/08) até 19 de agosto, milhares de jovens provenientes de todo o mundo se interrogarão sobre uma questão, não muito simples: como brilhar aos olhos de Deus e descobrir a beleza da santidade?

O Encontro Internacional da Juventude, agora em sua oitava edição, este ano, quis elevar o nível do debate e colocar no centro dos trabalhos de oficina, grupos de estudo e reflexões, precisamente esse complicado tema.

O aprofundamento e as especulações intelectuais, no entanto, seriam inúteis sem a ajuda da oração. Então, eis que os organizadores do evento forneceram instrumentos concretos para manter viva a relação com o Senhor: Missa diária, o Terço e depois as peregrinações a Santa Maria dos Anjos, ao eremitério da Prisão e a Rivotorto.

Redescobrir a santidade das pequenas coisas 

“Nosso objetivo, como organizadores, é fazer com que os jovens descubram a santidade cotidiana, que representa a vocação do cristão”, explica com convicção à Radio Vaticano Itália Frei Simone Tenuti, do Centro Franciscano “Jovens de Assis”.

Em seguida, ele acrescenta um exemplo: “Vamos olhar para São Francisco: percebemos que ele não nasceu santo, ele se tornou santo. E cada jovem, cada um de nós, pode identificar-se no caminho de São Francisco rumo à santidade. Uma santidade composta de pequenas coisas, de mortificações e alegrias diárias”.

Portanto, santo se pode tornar no trabalho, na família, com os amigos, nas férias, em um bonde: “Este é o coração da mensagem”, afirma Frei Tenuti.

A beleza da santidade 

Se perguntarmos como alguém pode explicar a um jovem a beleza da santidade, frei Tenuti não hesita em responde repetindo o que ele mesmo chama de um velho refrão que canta toda vez que um grupo de jovens visita a Basílica de San Francesco: “Olhe para a beleza desta majestosa basílica! É incrível. Mas saiba que a vida de São Francisco é muito mais bonita e rica, porque ele seguiu o caminho indicado pelo Evangelho. Cada um de nós, que é chamado a imitar São Francisco, é muito mais bonito do que esta basílica porque fomos criados à imagem e semelhança de Deus e somos chamados à ressurreição. O que para esta basílica não é previsto”.

Domingo em Roma para abraçar o Papa Francisco 

A partir de sexta-feira, 17 de agosto, os jovens do Encontro se transferirão para Roma para dar vida, à noite, a uma evangelização de rua, enquanto no domingo de manhã estarão presentes na Praça de São Pedro para abraçar o Papa Francisco.

Fonte: vaticannews.va

Outras Postagens

Início