3º Dia do Capítulo: “Em ação de graças, louvamos a Deus pela Fraternidade Custodial”

Nosso dia, iniciado com a Celebração Eucarística, tem tom de agradecimento e grande Ação de Graças pelo Governo cessante, presidido pelo Frei Flaerdi Silvestre Valvassori, OFM, enfatizada na comunhão. “A Comunhão é uma Ação de Graças”, afirmou Frei Flaerdi, fazendo a analogia com o ícone da Santíssima Trindade de Rublev presente no presbitério, pois “a vida é uma ação de graças quando, em nossa fraqueza, nossa fragilidade, encontramos a presença de Deus”. O ícone é simples, mas possui muitos sinais e isto se configura em pleno movimento, “seja debaixo do carvalho, como está representado, seja no lugar escuro do ícone”, as cores e o Deus-Trindade devem nos motivar por serem sempre maior.

Na mesa do pão e na alegria de estar entre irmãos, os frades da Custódia partilharam a refeição e, na hora canônica das Nove Horas, o Presidente do Capítulo e os Capitulares iniciaram a sessão de votação. Seguindo como reza o Regimento Interno do Capítulo Custodial para as Eleições, os escrutínios para Custódio deram-se início e Frei Fernando Aparecido dos Santos, OFM, foi eleito. A seguir, os frades capitulares votaram para eleger o Vigário Custodial e os Conselheiros Custodiais, sendo eleitos Frei Ezimar Alves Pereira, OFM (Vigário Custodial), Frei Bruno Alexandre Scapolan, OFM; Frei Israel Cardoso, OFM; Frei Roberto Luiz dos Santos, OFM; e, Frei Valdemir Nelo Rufino, OFM (Conselheiros Custodiais). Em clima de alegria, cumprimentos e fraternidade, todos os frades saudaram o novo Governo Custodial, finalizando num encontro fraterno à mesa do almoço.

No período da tarde, houve a leitura das propostas, dispostas em blocos temáticos, dadas ontem à Secretaria Capitular e os encaminhamentos foram entregues aos grupos de estudos para uma definição de pensamento comum. Com foco de luz sobre os assuntos mais delicados, os capitulares demandaram um bom tempo, levando para a plenária. Logo após estes debates, com o objetivo de se pautar pistas, achar caminhos viáveis e poder colaborar com o novo governo na manutenção e seguimento das práticas da Custódia.

Continuando em ação de graças, elevamos o louvor vespertino à Maria, recordando o seu “Sim” ao Anjo Gabriel e junto a ela, manter sempre nosso coração voltado ao Deus de todo Bem, único capaz de fazer dar frutos nosso desejo de anunciar o Evangelho neste chão. A Fraternidade Custodial assim reunida, encerra o dia na alegria do Recreio, tão bem preparado pela Equipe Preparatória do Capítulo, com a certeza de se estar entre irmãos e de formarmos uma só família.

Louvemos, pois, sempre ao Deus Santo, Bom, justo e Onipotente em seus caminhos e que nos auxilie, como frades menores, a seguir a excelsa minoridade e a santa itinerância aonde Ele nos enviar!

“O Senhor vos dê a paz!” (Regra Bulada, III, v.13)

Frei Luciano Cruz, OFM




 

Outras Postagens

Deixe uma resposta

Início