Chega ao término o ano missionário de Frei Alef, OFM

“É isso que eu quero, isso que eu procuro, é isso que eu desejo de todo o coração” (1Cel 22)

Com alegria de ter vivenciado o ano que tanto esperei na formação franciscana, venho por meio de algumas linhas, dar continuidade nos relatos sobre meu ano apostólico, dando ênfase aos três últimos meses vividos em Canindé/CE.

No final do mês de agosto (25 a 28), todos nós frades de profissão temporária, que estávamos realizando tal experiência missionária, participamos de uma missão na Comunidade São João Batista, em Bonitinho, interior de Canindé/CE. O intuito foi visitar todos os moradores daquela região, bem como celebrar, rezar, conversar, avaliar o andamento da comunidade, além de animá-los na caminhada cristã.

Ao iniciar o mês de setembro, todos nós missionários, percebemos o aumento de romeiros na Basílica de São Francisco das Chagas, na casa dos milagres, dando sinais do que estava por vir: a grande festa de São Francisco (24/09 a 04/10). Existem dois abrigos em Canindé/CE para abrigar os romeiros que por lá se achegam, em especial no grande período de movimentação; que são: Abrigo São Francisco e o Abrigo Santo Antônio.

Eis que chegou a grande festa de São Francisco… no dia 23 de setembro, cada frade missionário foi designado para acompanhar uma das comunidades do interior, na qual partimos em caminhada da comunidade rumo a Basílica, e na madrugada do dia 24, celebramos a missa de abertura às 4h00.

Todos os dias houveram missas, acompanhamento dos frades nos abrigos e na casa dos milagres, além da via-sacra pela manhã e pela noite a procissão rumo a praça dos romeiros, onde aconteceu o novenário. Canindé/CE ficou repleta de romeiros, que vindos de longe, traziam a genuína fé e carisma franciscano para a Assis brasileira.

Terminado o período da festa de São Francisco, o movimento de romeiros continuou, porém não no mesmo fluxo. Assim permanecemos auxiliando nas celebrações e casa dos milagres. Vale ressaltar todo o carinho do povo canindeense por nós frades, em especial nós jovens, que até então estávamos em quatro e depois, no dia 22 de outubro, chegaram mais dois, sendo eles: Frei Renildo Belarmino, OFM e Frei Lucas Lobo, OFM, ambos de minha turma de noviciado e pertencentes a Província do Santíssimo Nome de Jesus do Brasil (GO e TO).

Em novembro, de 16 a 18, realizamos outra missão pelo interior de Canindé/CE. Cada frade foi designado uma comunidade. A comunidade que fiz missão, tem como padroeira Nossa Senhora do Carmo, e se localiza no Assentamento São Francisco das Chagas. O objetivo de tal missão foi o mesmo da citada acima, onde buscamos animar e principalmente motivar toda a juventude existente.

Mas tudo chega ao fim… eis que chegou a data de meu retorno para o meu estado de origem, São Paulo. No dia 26, na parte da tarde em Fortaleza/CE, eu decolava carregado de saudades do Pará, e já emocionado por deixar a maravilhosa Canindé/CE.

Uma coisa posso afirmar: Vivi intensamente cada momento proposto por ambas as fraternidades que residi neste ano missionário! Agradeço imensamente a Deus por tal chamado e graça, agradeço também a minha entidade custodial pela confiança e motivação missionária. Agradeço a todos os que conheci, que criei amizade, por todos os paraenses e cearenses que contribuíram com o meu crescimento espiritual e franciscano.

Que Deus sempre vos abençoe…

OBRIGADO!

PAZ e BEM…

Frei Alef Henrique Pavini, OFM


Outras Postagens

Deixe uma resposta

Início