Solenidade da Sagrada Família: “Jesus, que nasceu numa família de Nazaré, indica o projeto de Deus para a humanidade”

No Domingo que ocorre entre a celebração do Natal e do Ano Novo a Igreja celebra o dia da Sagrada Família. O evangelista Lucas mostra a família de Jesus no templo de Jerusalém cumprindo os seus deveres religiosos. Era período da Páscoa quando todos deveriam ir a Jerusalém. Terminada a peregrinação, todos rumam para a Galileia, menos Jesus, que permanece entre os “doutores da Lei”, isto é, aqueles que sabiam ler e discutiam e interpretavam as Sagradas Escrituras. A cena construída pelo evangelista nos faz ver que a peregrinação era intensa, que os principais personagens são Jesus, Maria e José e os doutores e que Jesus começa a revelar-se como o Filho de Deus.

O diálogo entre Maria e Jesus parece um pouco ríspido pelo fato de Jesus estar “perdido” por três dias. Este número é cheio de simbologia, fazendo pensar imediatamente no terceiro dia da ressurreição da Páscoa. “Não sabeis que devo estar na casa de meu Pai?” foi a resposta de Jesus. Esta é a indicação de sua consciência de ser “Filho de Deus” e que sua missão está profundamente enraizada na Palavra das Sagradas Escrituras. Contudo, Jesus continua obediente e crescendo “em sabedoria, estatura e graça”. Da parte de Maria e de José deverá acontecer também o crescimento da compreensão sobre a missão e a revelação do filho.

O autor do livro do Eclesiástico, faz um apelo aos membros da família para que se respeitem e vivam o amor de modo altruísta. De modo especial recomenda aos filhos um comportamento de respeito e amor para com a mãe e o pai.

Na carta aos colossenses, o autor expõe a mentalidade de sua época quanto ao relacionamento dos casais. Ele fala que as esposas devem ser “solícitas aos seus maridos”. Esta expressão, vinculada a outras em que aparece o mandamento de “submissão” da mulher, indica como a sociedade se organizava sem considerar a dignidade da mulher.

Jesus, no entanto, nascido no seio de uma família, quebrou as estruturas deste comportamento e mostrou que mulher e homem têm a mesma dignidade, por isso o casal precisa viver no amor mútuo e crescer na intimidade para formar um só coração. Jesus, que nasceu numa família de Nazaré, indica o projeto de Deus para a humanidade: nascer e crescer com laços profundos de familiaridade unidos pelo amor. É o que podemos traduzir com a expressão “Deus ama e abençoa a família”.

Hoje, toda a humanidade precisa amar mais a família, entender que o ser humano precisa nascer e crescer com laços e vínculos familiares fortes e receber da família os princípios do respeito, da solidariedade, da paz e da religiosidade.

Frei Valmir Ramos, OFM

Outras Postagens

64 thoughts on “Solenidade da Sagrada Família: “Jesus, que nasceu numa família de Nazaré, indica o projeto de Deus para a humanidade”

  1. great put up, very informative. I wonder why the other specialists of
    this sector don’t understand this. You should continue your writing.
    I’m sure, you have a great readers’ base already!

  2. I got this web site from my buddy who informed me regarding this web
    page and at the moment this time I am visiting this website and reading very informative articles at this time.

  3. I think other web site proprietors should take this website as an model, very clean and magnificent user friendly style and design, let alone the content. You are an expert in this topic!

  4. You ave made some really good points there. I looked on the web for additional information about the issue and found most individuals will go along with your views on this web site.

  5. You could definitely see your skills within the work you write. The world hopes for more passionate writers like you who are not afraid to say how they believe. At all times go after your heart.

  6. Wow! This could be one particular of the most beneficial blogs We have ever arrive across on this subject. Basically Excellent. I am also an expert in this topic so I can understand your effort.

Deixe uma resposta

Início