Frei Patrick participou do Congresso sobre Migrantes na Diocese de Milão

Aconteceu neste mês de abril, na cidade de Seveso – Diocese de Milão – o Congresso Nacional da “Fondazione Migrantes”. Este evento contou com a participação de 150 pessoas (diretores diocesanos, diretores regionais, colaboradores, missionários com italianos no exterior e capelães de migrantes na Itália). O tema deste congresso foi “Tessitori di Comunità” (Tecelões comunitários) com o sub-tema “Colori diversi per um’unica tenda” (Cores diferentes para uma única tenda). Esteve presente também neste evento Padre Giovanni De Robertis, Diretor geral  da Fondazione Migrantes; Dom Stefano Russo, Secretario Geral da CEI e Dom Guerino Di Tora, Presidente CEMI e da F. Migrantes.

Para o primeiro dia de conferência foi convidada a professora Monica Martinelli, da Universidade Católica de Milão. Ela fez sua reflexão sobre a seguinte pergunta: Conviver com as diferenças é possível? E para finalizar o dia uma apresentação cultural com o coral do projeto “Elikya”. Esse coral foi convidado para apresentar não somente as musicas, mas por sua composição humana, que são cristãos católicos, ortodoxos e mulçumanos. Eles estão mostrando que pela arte, um ponto em comum, respeitando as diferenças, se pode viver sobre a mesma tenda.

No segundo dia foram apresentadas aos conferencistas a experiência da diocese de Milão, que no ano de 2018 celebrou o “Sínodo Minore” com o tema “Chiesa dalle genti, responsabilità e prospettive” (Igreja do povo, responsabilidades e perspectivas). E para essa conferencia esteve presente Don Luca Bressan, Vigário episcopal da diocese de Milão. Num segundo momento, os participantes foram divididos em 11 grupos de trabalhos relacionados com a questão da migração. E no período da tarde foram transferidos para Milão, onde participaram da Missa celebrada no rito ambrosiano na Basílica de Santo Stefano. Após a missa foram enviados para 11 paroquias da diocese de Milão, a fim de conhecer os trabalhos que a “Ufficio Migrantes” e Caritas realizam na diocese.

No último dia do Congresso, encerrou-se com a Santa Missa que foi presidida pelo Arcebispo de Milão, Dom Mario Delpini. O Arcebispo esteve presente até a conclusão do congresso, participou da apresentação dos trabalhos que foram feitos em grupos, no dia anterior, e posteriormente participou do momento: “A migrantes interroga a Igreja de Milão”. Este momento foi organizado para que os participantes pudessem fazer perguntas, tirar duvidas e entender melhor o trabalho da Igreja com relação à migração. A conclusão do congresso foi feita por Dom Guerino e Padre Giovanni, presidente e diretor da “Fondazione Migrantes” um organismo da Conferencia Episcopal Italiana.

Frei Patrick Roberto de Souza, OFM


 



 

Outras Postagens

Deixe uma resposta

Início