15º Domingo do Tempo Comum: “O bom samaritano, expressão da mais perfeita prática do mandamento do amor”

Somente São Lucas traz a parábola do “bom samaritano” que é expressão da mais perfeita prática do mandamento do amor: “amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e com toda a tua alma, com toda a tua força e com toda a tua inteligência; e ao teu próximo como a ti mesmo”. O mestre da Lei conhecia os mandamentos e as escrituras, mas como tantos outros, permanecia na teoria, no mundo das ideias e não colocava em prática. Jesus o faz descer para a realidade, pois Ele mesmo assumiu um estilo de vida na pobreza, na simplicidade e no meio das pessoas com seus sofrimentos e angústias.

Os personagens da parábola formam dois grupos: de um lado estão o sacerdote e o levita que conhecem as Escrituras e dirigem os cultos, mas têm muitas ocupações e compromissos importantes; do outro está “um certo homem”, os assaltantes e o samaritano, todos desconhecidos e certamente ignorantes quanto aos mandamentos. A atitude do samaritano contrasta com aquela do sacerdote e do levita. Ele não é indiferente, mas sente compaixão, sofre junto com aquele que está ferido de morte. Mais ainda, cura as feridas do homem, leva-o para uma hospedaria e paga as despesas do dia e as futuras. Para os judeus esta foi uma lição de Jesus, pois para eles os samaritanos nem mereciam a misericórdia de Deus. Nesta parábola o samaritano herdou a “vida eterna”, pois viveu concretamente o mandamento do amor a Deus e ao próximo.

Na primeira leitura já vemos que o mandamento de Deus não está fora do nosso alcance, pois Ele não nos pede algo impossível de realizar. Viver o amor faz parte da natureza humana, mas precisamos superar a indiferença em relação ao sofrimento dos outros e ter atitude de solidariedade, sentir compaixão e fazer-nos próximos das vítimas de violência, de injustiças e das mais variadas formas de sofrimento que atingem a dignidade e fazem as pessoas perderem o gosto pela vida.

A Igreja católica e todos os cristãos são chamados a tomar atitudes de compaixão e solidariedade, pois bem próximo de nós estão pessoas caídas nas estradas e nas ruas, nos ambientes de trabalho escravo e de violência de todos os tipos.

Frei Valmir Ramos, OFM
Fonte (Imagem): agenciabrasil.ebc.com.br  

Outras Postagens

4 thoughts on “15º Domingo do Tempo Comum: “O bom samaritano, expressão da mais perfeita prática do mandamento do amor”

  1. hey there and thank you to your information – I have definitely picked up anything new from proper here. I did on the other hand expertise some technical issues using this site, as I skilled to reload the web site a lot of instances previous to I may just get it to load correctly. I had been brooding about in case your web hosting is OK? Not that I’m complaining, but sluggish loading instances times will often have an effect on your placement in google and could injury your quality rating if ads and ***********|advertising|advertising|advertising and *********** with Adwords. Anyway I am including this RSS to my e-mail and can glance out for much extra of your respective fascinating content. Ensure that you update this again soon..

  2. Fantastic goods from you, man. I’ve understand your stuff previous to and you’re just extremely
    excellent. I really like what you’ve acquired here, really like what you’re
    saying and the way in which you say it. You make it enjoyable and you still take care of to keep it sensible.
    I cant wait to read much more from you. This is really a tremendous site.

Deixe uma resposta

Início