Frades e comunidade mariliense realizaram ato pró-Amazônia

Neste sábado (24), os Frades da Fraternidade Nossa Senhora de Fátima e algumas pessoas da cidade de Marília/SP estiveram no largo da Represa Cascata no bairro Jardim Maria Izabel participando no ato pró-Amazônia. Ação que mobilizou cada um e cada uma a se manifestarem de forma ativa e pacífica para o bem da natureza.

Na certeza de que o bem para com a ‘Casa Comum’ começa no quintal da nossa própria casa, os mobilizadores desse ato realizaram limpeza no local com a coleta de lixos, plantio, regagem de mudas existentes no local e confeccionaram cartazes com frases sensíveis a dor e complacentes para com a Mãe Natureza que “sofre e geme como que em dores de parto” (Rm 8,22) pelo mal feitio ocasionado contra ela, seja no nível pequeno, como na própria Represa que passou por uma sofrida queima matando árvores nativas, como a nível macro ocasionado na Amazônia. Todos (as) estão sofrendo por tal atrocidade ocorrido nesses últimos dias para com a mata Amazônica.  

“A iniciativa partiu de integrantes do ‘Coletivo Socioambiental de Marília – Resistência e Luta’ e tem o objetivo de alertar a política nacional e municipal sobre a atual situação do meio ambiente e conscientizar quanto aos números de incêndios registrados ao redor da represa, como o caso do início deste mês que destruiu a pouco a mata ciliar ao redor da represa”, relatou um dos participantes, Maycon Oliveira.

A luz da “Carta Encíclica Laudato Si” (Sobre o cuidado da Casa Comum) do Papa Francisco, os Frades puderam exercer, na prática, os ensinamentos desta Encíclica levando para seus interiores existencial uma reflexão vocacional-franciscana de vida por eles abraçado, pois seu pai seráfico, São Francisco de Assis, deixa ensinamentos de vivência como essa, e a dá de herança para todos aqueles e aquelas que tomaram e tomarão isso como opção a seguir.

Pedimos a Deus e a intercessão de São Francisco, padroeiro da Ecologia, que abençoem nosso Lar, a ‘Casa Comum’, com maravilhas que sempre nos tem ofertado, e a nós, seres humanos a quem nos foi confiado, por Ele, o cuidado para com tudo o que na Terra contém, nos ofereça a sabedoria e a consciência de que o mundo, a “Ecologia Integral”, precisa de nosso olhar carinhoso e de nossas mãos cuidadosas.

Frei Suelton Costa de Oliveira, OFM
JPIC Custodial




 

Outras Postagens

Deixe uma resposta

Início