JPIC da Custódia realiza atividades na cidade de Marília/SP

Nos dias 26 e 27 de outubro, a Paróquia Nossa Senhora de Fátima na cidade de Marília/SP, que está sob os cuidados da Evangelização dos Frades da Custódia Franciscana do Sagrado Coração, promoveu um final de semana de atividades voltada a conscientização ecológica para toda comunidade paroquial.

Os frades dessa paróquia convidaram outros frades que fazem parte da Secretaria de Justiça, Paz e Integridade da Criação (JPIC) da Custódia para transmitirem conhecimentos a partir da Encíclica Laudato Si, está que expõe “sobre o cuidado da casa comum”; é uma encíclica do Papa Francisco, na qual o pontífice critica o consumismo e o desenvolvimento irresponsável e faz um apelo à mudança e à unificação global para combater a degradação ambiental e as alterações climáticas no planeta. Frei Rodrigo Péret, OFM, Frei João Paulo Gabriel, OFM e Frei Suelton Costa de Oliveira, OFM, são os frades que fazem parte da JPIC Custodial.

Frei Suelton reuniu-se com as crianças e adolescentes da catequese e coroinhas no Salão Paroquial para um momento educativo ecológico do Projeto Franciscano Laudato Si existente na paróquia e por ele mesmo motivado.

Neste encontro, como de costume, o Frei utiliza-se dos Evangelhos e da Encíclica do Papa Francisco, “Laudato Si”, como meios pedagógicos. Na oportunidade, todos puderam refletir sobre a Parábola do Semeador em Mateus (13,1-9) e acerca das causas ambientais na região amazônica. Bem como, todos tiveram um momento de vivência concreta com a natureza através da horta e confeccionaram cartazes para a Caminhada Ecológica que se dera no domingo, da Igreja ao bosque municipal. O projeto é desenvolvido e destinado para a comunidade mariliense, foi criado desde março desse ano e os encontros são realizados todos os últimos sábados dos meses às 10h no Salão Paroquial.

No período da tarde, Frei Rodrigo teve a oportunidade de conduzir duas Conferência sobre a Laudato Si, com sua introdução e os seis capítulos que tratam, respectivamente, sobre: I – O que está acontecendo com a nossa casa, II – O Evangelho da criação, III – A raiz humana da crise ecológica, IV – Uma ecologia integral, V – Linhas de orientação e ação e VI – Educação e espiritualidade ecológicas. Lá pelas 15h25min, no salão paroquial, dirigiu-se para algumas lideranças da comunidade paroquial e em seguida para um grupo maior de pessoas que se encontravam na Igreja durante a oração devocional do santo terço. Além de Secretário da JPIC Custodial, Frei Rodrigo Péret, OFM, que reside na Fraternidade Franciscana Nossa Senhora de Fátima, em Uberlândia/MG, colabora no Grupo de Trabalho sobre a Mineração da CNBB, tem participações na ONU que na oportunidade leva tais situações geradas pelas mineradoras do Brasil, e contribui no Serviço Interfranciscano de Justiça, Paz e Ecologia (SINFRAJUPE) da Conferência da Família Franciscana do Brasil (CFFB).

Dando seguimento as atividades voltadas para a reflexão ecológica, na manhã do Domingo (27), dia do Senhor, a comunidade paroquial de Nossa Senhora de Fátima, saiu em Caminhada pela Ecologia rumo ao Bosque Municipal como expressão de uma consciência integral e ecológica em respeito à nossa Casa Comum, como nos alerta o Santo Padre, Papa Francisco.

Animados por uma motivação franciscana arraigada pelo Cântico do Irmão Sol, de São Francisco, todos os marchantes se sentiram motivados a louvar a todas as criaturas e se encantarem com a criação deste cântico, frutificado a 800 anos atrás, mesmo numa civilização em que não se tinha uma consciência ecológica como temos hoje. Portanto, Francisco mais uma vez se torna exemplo de esperança e modelo de caminhada para todo o povo de Deus.

Pelas ruas da cidade, os paroquianos distribuíam a saudação franciscana de Paz e bem, como também cantavam as maravilhas de Deus com cânticos herdados das Comunidades Eclesiais de Base (CEB´s), que, motivados pelas palavras da Laudato Si, se atualizavam no nosso meio e na igreja que queremos construir com o advento desta Encíclica e da ação profética do Papa Francisco.

Chegando ao Bosque, estava tudo preparado, na “Praça dos Tocos”, para a Celebração Eucarística que foi presidida pelo Pároco, Frei Roberto Luiz, OFM, que na ocasião convidou Frei Rodrigo Péret para proferi a reflexão da liturgia da palavra, este por sua vez, embasado no evangelho do dia sobre a parábola do fariseu e do publicano (Lc 18,9-14) refletiu: “um fariseu, obcecado por sua própria virtude, é contrastado com um publicano que, humildemente, pede a Deus misericórdia”, a estas palavras, o Frei somou com a memória dos desastres causados em Mariana/MG e Brumadinho/MG pela empresa de mineração da Vale, que, “não só rompeu uma barragem, mas acabou com as cidades, feriu centenas de pessoas, e matou vidas humanas, e do mesmo modo destruiu todo um sistema ecológico da região”, destacou Frei Rodrigo, ao final de sua alocução, pediu a todos os presentes que se fizesse um minuto de silêncio para ouvirmos a voz dos sofridos e de toda a criação. No momento da oração ao Pai Nosso, Frei Roberto convidou a todos e todas, para junto com a criação, representada naquele momento dentro do Bosque, darmos as mãos uns aos outros, bem como as árvores que estavam ao nosso lado, e rezar com muita fé e confiança.


Com o sentimento de gratidão e esperança de um mundo melhor, a partir da ação particular de cada um e cada uma, é que gera o tão esperado Bem e a Paz universal. Desta maneira, a Paróquia Nossa Senhora de Fátima de Marília encerrou o Mês Missionário Extraordinário estabelecido pelo Papa Francisco.

Que Deus olhe para nós sempre com misericórdia e nos ajude a trilhar “novos caminhos para Igreja” proposto nesses dias, que o diálogo seja o instrumento usado para que cada um de nós cristãos assuma e abrace com amor o que “o Espírito Santo sopra sobre a Igreja”. 

Paz e Bem!

Frei João Paulo Gabriel, OFM
Frei Suelton Costa de Oliveira, OFM
Equipe da JPIC Custodial




Outras Postagens

Deixe uma resposta

Início